La región del Algarve “desolada”, pero disponible para futuras ediciones del Rally de Portugal

in «diariodehuelva.es»:

La región del Algarve “desolada”, pero disponible para futuras ediciones del Rally de Portugal…

rta rally

La dirección de la Región Turismo del Algarve espera que la región sea “compensada” por Turismo de Portugal por la salida del evento del sur del país, lo que tendrá un impacto negativo en la economía y en la imagen de la zona.

La dirección de la Región Turismo del Algarve (RTA) ha informado en rueda de prensa que se “siente desolada” con el cambio del Rally de Portugal para la región Norte del país para el próximo año y expresó su “total disponibilidad para volver a trabajar con el Automóvil Club de Portugal (ACP) para la edición de 2016 de la prueba.

“Nunca se ha pedido nada por parte del ACP que no se haya tenido en cuenta y realizado por parte del del RTA en el último año y medio, incluyendo la participación de los municipios” ha señalado el presidente de la dirección. Así, Desiderio Silva, ha manifestado que “el presidente del ACP fue muy claro: la FIA exigió llevar el rally hacia el Norte, dada la mayor presencia del público”.

Desde la RTA “siempre se han mantenido contactos con el ACP y con los ayuntamiento locales”, según ha informado Desiderio Silva. “No hubo falta de empeño y siempre mostró disponibilidad para asumir las exigencias presentadas”, concluyendo que “lo que la FIA encontró en el Algarve fue una prueba excepcional en todos los aspectos”.

Por estas razones, Desiderio Silva rechaza las críticas hechas a la autoridad regional de turismo por el presidente de la Asociación de Hoteles y Emprendimientos Turísticos del Algarve. “No estamos de acuerdo con las declaraciones del presidente de la AHETA, que consideramos que han sido realizadas en su propio nombre y no en nombre de los asociados, no ayudan el Algarve, ni a las instituciones, ni a los propios hoteleros”, ha subrayado.

El Rally de Portugal, fuera del Algarve

Los organizadores quieren más público…

Por desgracia, es cierto. El Rally de Portugal, que durante 10 años consecutivos, siempre tuvo el apoyo de las Autarquías de Alentejo y Algarve, especialmente la de Loulé, abandona nuestra región en un requisito de la FIA.

Es una pérdida importante para el Algarve, no sólo desde el punto de vista deportivo, principalmente, desde el económico pues son muchos los empresarios vinculados a la restauración y la hostelería y similares qie se beneficiaban de esta prueba.

Naturalmente, también es una pérdida para el Ayuntamiento, como reconoció el presidente del ACP, Carlos Barbosa, tras el compromiso y el apoyo dispensado en la pasada edición, que a punto estuvo de ser nombrada la mejor.

Este reconocimiento por parte de la persona que ha sido el rosto nacional e internacional del Rally de Portugal en el circuito internacional, “es una prueba suficiente del propósito que siempre nos ha animado y guiado y dice bien de línea de acción política que hemos seguido en lo que respecta a la participación, promoción y el apoyo de actividades de ámbito diversificado”.

“Así, todos pueden contar con nuestro esfuerzo para hacer para que este evento automovilístico regrese a nuestra región en su edición de 2016, pugnando para que otras pruebas del calendario automovilístico del ACP, también pasen por el Condado“.

rally_logo 2015

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized

MOÇÃO – Pela continuidade do Rally de Portugal no Algarve

rally_logo 2015  Dando continuidade à posição já anteriormente afirmada, unanimemente pelo município de São Brás de Alportel, em defesa da continuidade do Rally de Portugal no Algarve, em moção aprovada por esta Assembleia Municipal em 2012;

E face às recentes informações que dão conta da eventualidade do Rali de Portugal ser desviado do Algarve e Alentejo em favor das zonas centro e norte do país, manifestamos o nosso total descontentamento com esta possibilidade, uma vez que são manifestamente reconhecidas as qualidades do nosso território para acolher este evento desportivo e dada a fulcral importância desta prova para a estratégia de promoção turística e para o desenvolvimento económico do Algarve.

É inequívoco que o Algarve reúne as melhores condições de segurança para pilotos e espectadores, oferece qualidade nas classificativas e infraestruturas de apoio, e tem ainda a vantagem de a organização usufruir de custos operacionais mais baixos e de todos os serviços prestados por um destino turístico. Estas condições foram, aliás, apresentadas num recente estudo de impacto, do Rali de Portugal, na economia e imagem do Algarve e Baixo Alentejo, onde a prova se tem realizado nos últimos anos.

Importa, nesta matéria, sublinhar ainda o empenho manifestado pelas autarquias do Algarve, que têm acolhido o evento nos seus territórios, nomeadamente a Câmara Municipal de São Brás de Alportel, que ao longo das diversas edições tem pugnado por melhorar as condições que proporciona a desportistas e visitantes, através da disponibilização de infraestruturas de apoio nas zonas de espetáculo, serviços de transporte, aposta na segurança e na comunicação, assumindo este evento como uma das mais importantes apostas turísticas da região, com impactos económicos aos mais diversos níveis.

Na atual conjuntura de crise, vivida de forma tragicamente intensa na região algarvia, com os mais elevados níveis de desemprego do país, importa cimentar eixos estratégicos, potenciar recursos e dar continuidade às apostas ganhas, pelo que não podemos, de modo algum, concordar com esta possibilidade que vem pôr em causa um evento de sucesso, que potenciou o aumento do número de visitantes na região, consubstanciando uma receita, na sua globalidade, no Algarve, que pode ascender aos 80 milhões euros, dando enorme notoriedade ao destino, com fidelização dos turistas, que atraiu novos públicos e que abriu novas portas, diversificando os eixos de desenvolvimento económico, objetivos dos quais não podemos desistir.

O Rally de Portugal assumiu já um caracter de evento regular, que ocorre anualmente no Algarve e que se assume como potenciador de uma marca tão forte como é a do Algarve, funcionando para São Brás de Alportel como um dos mais relevantes cartazes de promoção do seu território interior.

Porque reconhecemos, nos responsáveis desta organização, a mais elevada credibilidade e competência, esperamos da sua parte todo o empenho para que o Rally de Portugal não abandone a melhor pista para este evento e não volte costas ao Algarve e à Serra do Caldeirão.

Porque consideramos que o Rally de Portugal deve continuar a realizar-se no território do Algarve, incluindo a serra de São Brás de Alportel, propomos que esta assembleia municipal assuma uma tomada de posição, unânime e firme em defesa da continuidade do Rally de Portugal no Algarve, fazendo chegar esta posição à organização do evento, bem como à Região de Turismo do Algarve, Turismo de Portugal e Ministério da Economia.

RP finalNota: Escusado será dizer > APOIAMOS!

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

“Podemos liderar o Mundial, mas não há motivos para relaxar” > Sébastien Ogier

Sébastien Ogier teve no Rally da Sardenha uma das mais difíceis vitórias da carreira, em que esteve no limite desde início. Jari-Matti Latvala estava encaminhado para o triunfo quando na maior especial do rali se atrasou bastante com um toque numa rocha, que possibilitou ao francês vencer pela 20ª vez na carreira.

ogier sardNo final da prova, Ogier admitiu que “esta vitória foi definitivamente uma das mais difíceis da minha carreira. Desde o primeiro dia, o Julien e eu fomos ao limite na Sardenha. Nesta manga, e com condições extremamente escorregadias nas estradas, tivemos que arriscar tudo para pressionar o Jari-Matti Latvala e o Mikka Antilla. Acabou por resultar e vencer”. O piloto da Volkswagen não se encosta à liderança a meio da época, frisando a boa forma do colega de equipa Latvala e de outros rivais: “Podemos liderar o Mundial a meio da temporada, mas não há motivos para relaxar: o Jari-Matti está no topo de forma neste momento. Contudo, também temos que olhar para os outros, o Mads Ostberg esteve impressionante e parabéns ao Andreas Mikkelsen pela sua vitória na Power Stage”.

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Bernardo Sousa no pódio do WRC2!

rally italia 2014   Excelente prestação de Bernardo Sousa na prova do WRC2 na Sardenha, já que o piloto português evitou os excessos que afastaram alguns dos principais protagonistas da categoria. Apesar de também o madeirense ter passado por alguns percalços ao longo da prova italiana, o terceiro lugar final é um resultado muito positivo para Bernardo Sousa, que tinha sido quinto classificado do WRC2 no Rally de Portugal.

bernardosousa-e311Os Ford Fiesta RRC revelaram-se a arma a bater e o italiano Lorenzo Bertelli venceu em ‘casa’, superando o novo Citroën DS3 R5 pilotado por Sébastien Chardonnet, que por sua vez terminou com 1m12s sobre Bernardo Sousa. O ucraniano Yuri Protasov foi quarto, na frente de de Karl Kruuda, que chegou a liderar a prova na fase inicial.

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Vitória #20 de Sébastien Ogier no WRC!

rally italia 2014   Jari-Matti Latvala ainda ‘ameaçou’ uma segunda vitória consecutiva no Mundial mas Sébastien Ogier foi o piloto mais forte do Rally de Itália-Sardenha, sexta prova do WRC. O campeão do Mundo teve de ‘abrir’ a estrada na primeira etapa mas manteve a calma, evitou erros e tentou manter o seu companheiro de equipa sob pressão. Numa altura em que Latvala pareciar estar a controlar o ataque de Ogier, um toque do finlandês numa rocha na PEC13 (a maior do rali, com 59,1 km) ditou novo atraso comprometedor na carreira do finlandês.

ogiA partir daí, Ogier entrou em modo de gestão e hoje confirmou a quarta vitória do ano e a 20ª da sua carreira no principal escalão do WRC, no qual se estreou no final de 2008 depois de ser campeão do JWRC. O francês reforça assim a sua liderança no Mundial e na Powerstage acumulou mais um ponto, ficando atrás de Andreas Mikkelsen e Latvala nesse troço de 8,9 km. “Tenho que confessar que tive mesmo de atacar depois depois de ‘abrir’ a estrada no primeiro dia. O Jari-Matti também está muito forte neste momento e não há tempo para relaxar”, comentou Ogier após a Powerstage.
Mads Ostberg também aproveitou o erro de Latvala no dia de ontem e subiu ao segundo lugar, numa prova onde voltou a não demonstrar andamento para os dois Volkswagen, aliás, tal como Andreas Mikkelsen que tenta compensar com regularidade o que (ainda) lhe falta em rapidez pura. Ao completar o top-5, Elfyn Evans também compensou novo mini-descalabro da M-Sport, que este ano só foi ao pódio em Portugal por intermédio de Mikko Hirvonen. Contudo, o incêndio que destruiu o Fiesta do finlandês logo na fase inicial foi um enorme revés para a equipa de Malcolm Wilson, até porque Robert Kubica voltou a desistir depois de arrancar uma roda na PEC12. Conseguirá o ex-piloto do F1 recuperar no ‘seu’ Rally da Polónia, a sétima prova do WRC (27-29 junho)?

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

INFO > visite a «Foto do-dia»

Palacio Belmarçoxx(Clique na foto)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally, FIA - Independents Photographers - Algarve

Latvala (con)venceu na Argentina

argentina rally   Desde o segundo dia de competição que Jari-Matti Latvala se mostrou forte no XION Rally da Argentina e a verdade é que acabou por levar de vencida a prova e, com isso, garantiu o segundo triunfo da época naquela que foi mais um dobradinha da Volkswagen, com Sébastien Ogier a terminar no intermédio do pódio e com Kris Meeke (Citroën) na terceira posição.
O finlandês deu à marca germânica a nona vitória consecutiva no Campeonato do Mundo de Ralis, acabando com o antigo recorde que era detido pela rival Citroën. Latvala terminou com 1m26,9s de vantagem sobre o colega de equipa e Campeão do Mundo Ogier, que teve uma jornada atribulada e marcada por vários azares.

Rally Argentina 2014Atrás dos homens da VW e a 5m54,7s da primeira posição terminou o britânico da marca do duplo chevron, Meeke, que assegurou o segundo pódio da temporada, isto num dia com condições climatéricas muito adversas.
O nevoeiro cerrado e a muita lama nas clássicas especiais El Condor e Giulio Cesare foram disso bom exemplo e Ogier optou por jogar pelo seguro e não ir atrás de Latvala com o objectivo de terminar o rali e somar importantes pontos.
Já Meeke, que também se despistou em Portugal tal como Latvala, não cometeu um único erro. O piloto da Citroën manteve sempre olhar atento sobre as intenções de Andreas Mikkelsen (VW), que acabou por concluir o rali na quarta posição, a 23,6s do inglês.
Mas o norueguês não teve uma ronda fácil. Mikkelsen apanhou um susto com uma luz de aviso do alternador a acender-se no final da última especial, isto depois do piloto já ter desistido na sexta-feira, precisamente devido a problemas de alternador. Contudo, desta feita o terceiro homem da VW logrou chegar a Villa Carlos Paz para terminar sem mais dramas.
Enquanto isso, Thierry Neuville, que também teve problemas no Dia 2, partiu a transmissão do Hyundai i20 no início da última especial, mas conseguiu terminar na quinta posição, à frente de Robert Kubica. O polaco teve um arranque de temporada marcado por acidentes e desta feita optou por sacrificar a velocidade, o que deu frutos com um resultado nos seis primeiros.
Elfyn Evans foi sétimo na estreia na Argentina, à frente de Martin Prokop, também em Ford Fiesta RS. Enquanto isso, Mikko Hirvonen levou de vencida três especiais neste último dia, o que lhe permitiu terminar na nona posição, à frente de Nasser Al-Attiyah, vencer entre os WRC 2 e décimo da geral.

Atmosphere-Argentina-2014_871_944x531

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Hyundai se presentó en Córdoba!

argentina rally Começa hoje!

  XION RallyArgentina 2014

hyundaiHyundai se presentó en Córdoba
El equipo Hyundai Shell WRT se presentó ayer a la tarde en el Concesionario Chexa de la ciudad de Córdoba. El evento contó con la presencia de los pilotos oficiales Thierry Neuville y Dani Sordo; el manager del equipo Alain Penasse y el vicepresidente de Huyndai Argentina, Ernesto Cavicchioli.

hyundaiWEBAnte la presencia de varios medios y un gran número de fanáticos, los representantes de la marca de Corea del Sur dieron a conocer sus objetivos para la 34ta edición del XION Rally Argentina 2014. Por su parte, Cavicchioli brindó información sobre cómo está creciendo Hyundai a nivel mundial con una fantástica presentación digital.
Finalmente llegó el momento esperado por la gran mayoría, Neuville y Sordo presentaron el Hyundai i20 WRC con el que competirán en la fecha mundialista y se ganaron el aplauso de los presentes. El manager del team y los dos pilotos recibieron una camiseta de la Selección Argentina con su nombre y el número del auto que manejan: Thierry con el 7 y Dani con el 8.
Para cerrar una tarde muy especial, Neuville y Sordo disputaron un partido de metegol cargado de sonrisas y alegríafotos(Oficcial XION Rally Argentina 2014)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Lista de pilotos >

argentina rally(Clicar)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

El estadio Algarve acoge el primer Rally Sprint de Loulé

(in «diariodehuelva.es»):

_MG_5457xx(Clicar na foto)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally, FIA - Independents Photographers - Algarve

1º Rally Sprint de Loulé

Foto Report:

450.jpg(Clicar na foto)

 

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Um português na FIA!

Nuno Costa é natural de Braga e trabalha no departamento de Segurança da Federação Internacional do Automóvel (FIA) em Genebra, na Suíça. O AutoSport revela o trabalho deste português responsável pela homologação de equipamentos que salvam a vida a milhares de pilotos em todo o mundo.

nunocosta-f9f8

É um dos poucos portugueses que trabalham a full time na Federação Internacional do Automóvel. Pode explicar em que consiste a sua função?
“Estou inserido no departamento de Segurança da FIA, na Suíça, onde sou responsável pela homologação de equipamentos de segurança, desde capacetes, cintos de segurança, travões, a depósitos de combustível, entre outros. Quando um fabricante nos envia um produto, por exemplo a Sparco ou a OMP, eu comparo as suas características com as normas e padrões da FIA e coordeno a sua homologação. Além disso, também atualizo e crio regulamentos nesta área, e estou ainda ligado à aprovação de laboratórios externos que realizem testes e investigação para nós.
O departamento de Segurança em Genebra está dividido em três sub-departamentos: Médico, que trata por exemplo das normas e controlos anti-doping; Circuitos, que coordena a homologação e simulação de pistas; e Homologação de Equipamentos, que é onde eu trabalho.
Foi comissário técnico no Clube Automóvel do Minho e fez a licenciatura e doutoramento em Engenharia Mecânica na Universidade do Minho. Pode detalhar um pouco mais o seu percurso até chegar à FIA?
Comecei a colaborar com o C.A.M. quando tinha 13 anos, sempre tive uma paixão enorme pelo desporto automóvel, desde os ralis à Fórmula 1. Fui tendo várias funções nas provas do clube, principalmente como comissário técnico, inclusive em provas internacionais como o karting, a Rampa da Falperra e o Europeu de Turismos (ETCC). Além disso, fui comissário técnico no Rali de Portugal, que é algo que ainda hoje gosto de fazer até para rever amigos agora que estou mais longe, e cheguei a ser comissário técnico-chefe do Mundial de Karting de 2009 em Macau. Foi através destes eventos internacionais que fui conhecendo as pessoas da FIA, fui percebendo este meio e explorando cada vez mais o lado dos regulamentos técnicos.
Fiz a tese de doutoramento na empresa Mahle, que fornece componentes de motores para várias marcas, inclusive na Fórmula 1. Nessa altura soube que tinha aberto uma vaga para o FIA Institute, que é uma entidade independente da FIA que faz investigação e desenvolvimento de sistemas inovadores que possam melhorar a segurança das provas. Perguntei a um dos elementos da FIA que eu tinha conhecido no Rali de Portugal e ele disse que como o Institute era algo separado, não sabia como concorrer mas que havia necessidade de uma pessoa na própria FIA para a homologação de equipamentos de segurança. Enviei o meu currículo e chamaram-me para começar a trabalhar em Genebra em Março de 2011.”
O capítulo da segurança foi assumindo cada vez maior preponderância nas grandes competições internacionais e o certo é que, hoje em dia, o número de mortes por exemplo na Fórmula 1 ou nos ralis é muito menor do que há duas décadas atrás.

A que se deveu este salto qualitativo?
“Sobretudo ao investimento feito na investigação e desenvolvimento de novas tecnologias e à análise rigorosa dos acidentes que foram acontecendo. Hoje em dia, qualquer acidente no automobilismo, seja fatal ou não, pode ser reconstituído com grande precisão e conseguimos perceber o que correu bem ou mal, a eficácia dos sistemas, as suas vulnerabilidades. Depois há toda uma equipa multidisciplinar na FIA, desde médicos a engenheiros, que analisam todas as vertentes possíveis de modo a reduzir os riscos para o piloto. É disto que se trata: investigar, desenvolver e reduzir os riscos ao máximo. Foi esta mentalidade que permitiu poupar imensas vidas nos últimos anos e que continua a orientar o nosso trabalho.”
Qual é o grande projeto que a FIA tem em mãos na área da segurança?
“Quando cheguei à FIA fiquei maravilhado com os recursos à nossa disposição e com o que ainda é possível fazer para melhorar a segurança dos pilotos e das provas em todo o mundo. Um dos projetos mais recentes, lançado este ano, é uma base de dados sobre acidentes à escala mundial, que permitirá recolher imensos dados e estatísticas que depois podem ajudar a FIA e as federações nacionais. Hoje em dia, talvez o nosso grande desafio seja trazer o nível de segurança que já existe em grandes campeonatos como a Fórmula 1, o WTCC ou o WRC para as categorias mais baixas, para as competições nacionais sem que isso acarrete um aumento incomportável dos custos.”
Como português que chegou a uma organização de topo na sua atividade, que conselhos daria a outros jovens portugueses que tenham o sonho de trabalhar no automobilismo mundial?
“Sobretudo que nunca pensem que é impossível. Não concordo com aquele complexo de inferioridade que por vezes existe em Portugal. Basta ter paixão e foco, é preciso concentrarem-se no seu objetivo, trabalharem muito e compreenderem que as grandes conquistas envolvem sacrifício. Eu trabalho com pessoas de várias nacionalidades, desde franceses, a turcos, a angolanos, a suíços. Nunca me senti menosprezado por ser português. A competência e a ambição não têm nacionalidade.”

Trabalhar com Charlie Whiting
Imerso no centro de decisões da FIA no que toca à segurança, Nuno Costa já se habituou a ter reuniões e conferências com os principais elementos ligados à federação internacional. Do veterano Peter Wright (consultor de investigação do FIA Institute) ao mediático diretor de prova da Fórmula 1, Charlie Whiting, o jovem português diz que as principais mentes da segurança do desporto são também pessoas de trato fácil. “Se pensarmos em pessoas como o Charlie Whiting, com toda a experiência e estatuto que ele tem na Fórmula 1, podemos achar que são pessoas algo inacessíveis mas na realidade é o contrário. São pessoas extremamente abertas ao diálogo, prontas a debater os assuntos com o máximo empenho e abertura. O único problema é que também são pessoas extremamente ocupadas e normalmente não temos muito tempo para conversar.”
Nuno Costa também refere não ter conhecimento direto de outro português que trabalhe na FIA a tempo inteiro, apesar de conhecer os casos de colaboradores como Eduardo Freitas, atual diretor de corrida do Mundial de Resistência (e no passado do WTCC), ou Carlos Barros, ex-diretor da Peugeot Sport Portugal que passou a delegado técnico no WTCC e no Europeu de Camião Racing. “Ainda não tive grande contacto com eles. Uma pessoa que me ajudou imenso foi o engenheiro João Rito, que está ligado ao C.A.M. e que chegou a ser comissário técnico da FIA no karting”, refere Nuno Costa. “Somos poucos mas normalmente neste meio temos reconhecimento pela competência.”

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

INFO > Foto do-dia

algarvehoje NEWS – está de volta com a Foto do-dia!

algarve-hoje1000x288(Clique no banner)

…bemvindos!

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Baja Terras de Alcoutim 2014-Promo

baja

Vídeo Promocional da Baja Terras de Alcoutim 2014, elegível para os principais campeonatos nacionais de TT – autos, motos, quads e buggys. Apresentando na Bolsa de Turismo de Lisboa-BTL, no espaço Algarve, durante a apresentação da prova. Imagens_Movielight, A2 Comunicação e Alcoutim.net, edição de Nuno Fontainhas:

CAAL logo(Clicar no logo)

 

 

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Troféu de Rallysprint do Sul arranca em Loulé

Cartaz Rallye Sprint Estádio

Troféu de Rallysprint do Sul arranca em Loulé!
O panorama nacional nos desportos motorizado está em mudança e necessita de adaptar aos tempos modernos. O Clube Automóvel do Algarve, em parceria com o Clube Automóvel do Sul, optaram por unir esforços e criar um novo troféu, usando o formato rallypsrint, que permite aos adeptos dos ralis participar num evento compacto e económico, mas igualmente apelativo e competitivo, sem esquecer a aproximação ao público.
Dia 26 de Abril, Sábado, decorrerá a primeira prova – o RallySprint de Loulé, que será disputado nas imediações do Estádio Algarve, na zona do Parque das Cidades. Totalmente disputada em pisos de asfalto, a prova é constituída por cinco especiais, totalizando 24 km’s, com o período de reconhecimentos na parte da manhã, e a parte competitiva com início às 14:00. O rali é aberto a todo o tipo de viaturas com carácter desportivo com passaporte técnico FPAK, e os participantes devem ter licença desportiva válida.
Calendário provisório do Troféu de Rallysprint do Sul:
Abril 26  – Rallypsrint de Loulé CAAL
Junho 29 – Especial Sprint de Lagoa/Fatacil CAS
Julho 12  – Rallysprint do Ameixial CAAL
Agosto 24  – Especial Sprint de Estoi CAS
Setembro 13  – Rallysprint CAAL CAAL
Outubro 12  – Especial CAS CAS.
Organizada pelo Clube Automóvel do Algarve (CAAL), o Rallysprint de Loulé conta com o patrocínio de Solverde-Casinos do Algarve e o apoio da Câmara Municipal de Loulé.
Consulte mais informação em http://www.clubeautomovelalgarve.pt ou

http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/RS14/RS14.html

 

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Rally de Portugal 2014 > videos WRC

videos(CLICAR)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

in semanário «barlavento»

barlavento.pagxx barlavento capaxx

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Final do Rally de Portugal 2014

Fotográfico Report do Vodafone Rally de Portugal 2014 – ambiente, amigos, último Service (Estádio Algarve), etc., e Pódio:

manel(Clicar na foto)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Entrevista de Carlos Barbosa

Entrevista com Carlos Barbosa (ACP/FIA) no estúdio do Estádio Algarve de “Pilotos & Máquinas”, antes do pódio do Vodafone Rally de Portugal 2014:

_MG_4101xx

 (Clique na foto)

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Estádio Algarve – “prontos” para o Shakedown…

_MG_3723xx _MG_3725xx _MG_3726xx _MG_3729xx _MG_3730xx _MG_3731xx _MG_3732xx _MG_3737xx _MG_3738xx _MG_3741xx _MG_3742xx _MG_3743xx _MG_3746xx _MG_3749xx _MG_3750xx _MG_3752xx _MG_3754xx _MG_3755xx _MG_3757xx _MG_3759xx _MG_3765xx _MG_3767xx _MG_3770xx

Deixe o seu comentário

Filed under Fanáticos do Rally, FIA - Independents Photographers - Algarve