Dani Sordo de regresso à Citroën!

POST # 2.400!

Era cada vez mais evidente que o piloto que iria substituir Sébastien Loeb na Citroen seria Dani Sordo, que entretanto foi oficializado, e vai participar em, pelo menos, oito provas do WRC 2013 com a equipa francesa.

Com Sébastien Loeb a disputar somente quatro ou cinco eventos, era lógico que a Citroen precisava de um bom piloto de asfalto, já que Mikko Hirvonen tem capacidade mais do que suficiente para lutar pelas vitórias nas provas de terra. Desta forma, o piloto espanhol será um forte candidato às vitórias nas provas de asfalto, e tendo em conta que não anda nada mal em pisos de terra, terá oportunidade de mostrar o que não pôde enquanto foi companheiro de equipa de Loeb.

Jari-Matti Latvala vai quase de certeza mudar-se para a Volkswagen, e se Petter Solberg também chegou a ser falado para a Citroen, a opção por Sordo parece bem mais evidente, já que dessa forma a equipa francesa terá dois pilotos distintos em termos do que são as suas melhores virtudes. Sordo é muito bom em pisos de asfalto e Hirvonen em terra.

Thierry Neuville tem mostrado estar a crescer e, poucos duvidam, dentro de um ano estará na equipa oficial da Citroen. As Ford deverá manter Petter Solberg, mas Malcolm Wilson terá maiores dificuldades em colmatar a saída de Latvala, caso esta se concretize, pois acredita-se que o finlandês mantém a sua decisão em suspenso. E porquê? Simples, pois a Ford pode optar por abrir os cordões à bolsa e cobrir a oferta da VW. Neste caso, o finlandês pode manter-se na equipa de Malcolm Wilson porque sabe ter carro para ser campeão, o que na VW é uma perfeita incógnita, primeiro pelo facto da equipa se estrear com o Polo R WRC e em segundo lugar porque se o carro for mesmo bom, ao seu lado estará Sébastien Ogier, outro lógico candidato, que já está na equipa há um ano.

Ao contrário do que é habitual a ‘silly season’ do WRC tem tudo para ser animada este ano, pois também Mads Ostberg e Evgeny Novikov têm argumentos para rumar a uma equipa oficial. Mads Ostberg tem bons apoios, que a Prodrive precisa desesperadamente, o mesmo sucedendo com o russo, sendo que no caso do norueguês a sua valia como piloto pode permitir-lhe ascender à equipa oficial da Ford, já que Wilson continua desiludido com Ott Tanak, que muito prometeu e este ano não conseguiu ainda estabilizar a sua condução a um nível alto. Tanto faz maravilhas, como de repente estraga tudo com uma saída de estrada.

No fim disto tudo há ainda a Hyundai, que no próximo ano, certamente, vai entrar no mercado para recrutar pilotos, acreditando-se que inicialmente irá pescar um pouco mais atrás dos homens do top 6. Por tudo isto, a “época de transferências” do WRC tem tudo para ser animada, e como sucedeu na F1, basta uma peça mudar no tabuleiro, para que de seguida várias outras façam o mesmo…

Sébastien Loeb: “Acabar a minha carreira em França seria fantástico”

Tendo anunciado que fará apenas algumas provas do WRC do próximo ano, Sébastien Loeb poderá colocar um ponto final na sua carreira nos ralis na prova francesa de 2013.

Loeb confirmou neste domingo o seu nono título mundial ao alcançar a sua 75ª vitória no Mundial de Ralis, precisamente no Rali de França (disputado na região da Alsácia), com o piloto a destacar o ambiente criado pelos espectadores.

Por enquanto, Loeb apenas tem confirmado o Rali de Monte Carlo para 2013, mas o francês deixou claro que a sua despedida dos ralis pode ocorrer ‘em casa’, no Rali de França: “Quando se vê uma atmosfera como esta [em França] é difícil dizer que vou fazer quatro ralis e não este. Talvez faça esta prova. Acabar a minha carreira aqui seria fantástico”, admitiu Loeb, que descarta a possibilidade de defender o seu título do WRC em 2013.

No site do WRC, Loeb é comparado a Michael Schumacher, sugerindo-se que, tal como o alemão, que saiu uma vez da F1 e três anos depois regressou, também Loeb poderia regressar aos ralis. Mas o francês indica que isso está fora de questão: “Não é a mesma situação. O Schumacher está a desistir [da F1] de vez. Eu estou a parar para fazer outra coisa. Por isso, não é um abandono, é um novo caminho para a minha carreira. Com um novo desafio. Ao fim e ao cabo, mal posso esperar até chegar aos 50 [anos]”, referiu.

Loeb vai passar, em 2014, para o Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), seguindo a Citroën, que vai assim juntar-se a esse campeonato.

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s