Dakar 2013 > Carlos Sainz na frente, Robby Gordon com problemas…

plaque Dakar

Carlos Sainz começou da melhor forma o Dakar 2013, ao vencer a curta especial de abertura da prova. No pólo oposto, Robby Gordon foi o primeiro a ter problemas neste Dakar, com o seu Hummer a ficar cerca de dez minutos parado em plena especial, cedendo um total de 10m35s para Sainz.

p-20130104-00035news-f6d1

O argentino Lucio Alvarez, no bem preparado Toyota, foi segundo, a oito segundos do espanhol, com Nasser Nasser Al-Attiyah e Guerlain Chicherit (Team SMG) ex-eaquo a 10 segundos do melhor tempo. Quinto classificado, Ronan Chabot confirma a competitividade dos buggies do Team SMG, ficando logo atrás do seu colega de equipa. Stéphane Peterhansel foi sexto, juntamente com a dupla polaco-portuguesa, Krzysztof Holowczyc e Filipe Palmeiro (e ainda o russo Novitskiy), todos empatados a 34s do líder.

Giniel de Villiers (Toyota) foi nono e Nani Roma (MINI) fechou o top 10. Carlos Sousa e Miguel Ramalho, em Great Wall foram apenas 18º, uma posição atrás de Orlando Terranova e Paulo Fiúza, outros dos navegadores lusos presentes na prova. O colega de equipa de Carlos Sousa na Great Wall, o chinês Zhou foi 28º, perdendo 1m15 para Sainz
Nos quads, o mais rápido do dia foi Flores Seminario (Yamaha), 55s mais rápido que Husseini (Honda) e 1m15s que o grande favorito à vitória na prova, M. Patronelli (Yamaha). Nos camiões o mais rápido foi o holandês G. de Rooy (Iveco), 48s na frente de H. Stacey (Iveco) com K. Loprais (Tatra) em terceiro a 1m15.

Hélder Rodrigues optou por partir atrás

A edição de 2013 do Dakar já arrancou ontem no Peru com uma etapa que ligou a capital, Lima a Pisco e que incluía um curta especial cronometrada de apenas 13 quilómetros. Um sector seletivo que serviu para definir a ordem de partida para o verdadeiro início da prova que terá lugar hoje onde os 242 quilómetros cronometrados serão na sua maioria disputados totalmente em areia.

CARTEVIGNETTE

Foi a pensar nas características dessa etapa que Hélder Rodrigues e a maioria dos pilotos mais credenciados optaram por não partir na frente. O campeão do mundo de 2011 e atual nº1 da equipa Honda optou estrategicamente por partir atrás de todos os seus adversários, mesmo que para isso tenha perdido algum tempo, tendo em conta que, no caso das motos, o crono realizado foi, para efeitos de classificação da etapa, multiplicado por cinco.

Uma desvantagem que o piloto português espera por certo recuperar ao partir de uma posição mais atrasada. Hélder Rodrigues realizou o 29º tempo tendo gasto mais 53s que o chileno Chaleco Lopez que optou por partir na frente para a etapa de amanhã. O piloto português irá partir hoje com uma desvantagem de 3m20s para Cyril Desprès que ontem realizou o 5º tempo: “A etapa correu conforme tinha idealizado. O sector seletivo era todo em areia e bastante curto. Fiz esta etapa a pensar no dia de amanhã (hoje) onde vamos ter logo de entrada deste Dakar uma etapa muito difícil. Sinto-me muito bem e estou preparado para enfrentar toda a dureza desta prova”, salientou no final da etapa o piloto da Honda, Red Bull e TMN.

hlder-rodrigues-0659

Advertisements

Deixe um comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s