Bernardo Sousa venceu Rali Serras de Fafe

Bernardo Sousa “finfa em Fafe”!

bernar

Bernardo Sousa e Hugo Magalhães venceram o Rali Serras de Fafe, a primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis. Após ver Ricardo Moura ser o primeiro líder do rali durante as duas primeiras especiais, o piloto do Peugeot 207 S2000 saltou para a liderança da prova a partir da terceira especial (a segunda passagem por Montim) e de lá mais não saiu.

O Campeão Nacional de 2010 fez um rali inteligente, procurando o seu ritmo e uma adaptação ao carro tão rápida quanto possível, e a partir da terceira especial atacou forte, somando segundo atrás de segundos, até ao final do rali, que terminou com a vantagem de 46,8s sobre Moura. De resto, o piloto madeirense ganhou também a Power Stage, juntando aos 25 pontos, mais três e tornando-se o primeiro líder do campeonato.

Sem argumentos para se poder defender, Ricardo Moura averbou um positivo segundo lugar, sendo também o melhor da Produção, num lugar que deixou o piloto açoriano bastante satisfeito sabendo das limitações competitivas do seu Mitsubishi Lancer Evo IX e dos problemas de pneus que chegou a ter ao final da manhã.

Recuperando algum terreno face a Moura, na derradeira secção Pedro Meireles foi terceiro na estreia do Skoda Fabia S2000, mas notou-se que faltam ainda quilómetros de testes para que o piloto de Guimarães possa extrair todo o potencial do carro checo e poder, eventualmente, discutir o campeonato com Bernardo Sousa. Meireles também se queixou de falta de tração no Skoda nas duas primeiras secções, o que limitou também, de algum modo, a sua prestação, mas esforçou-se na Power Stage arrecadando ainda dois pontos.

Mais animada esteve a luta pela quarta posição entre Fernando Peres e Miguel Campos. Os pilotos trocaram algumas vezes de posição, mas quando ocupava a quarta posição, Peres viu uma ponteira da direção do Lancer Evo IX ceder em Luilhas 2 (PE 8) e com ela todas as aspirações que tinha para conquistar o quarto posto. Uma posição que acabou também por não ficar na posse de Miguel Campos que se viu batido na derradeira especial pelo ascendente de José Pedro Fontes. O piloto do Subaru foi penalizado logo no primeiro troço por um furo, mas foi subindo de ritmo e escalando na classificação até arrematar o quarto lugar final, a que juntou um ponto extra para o campeonato, obtido na Power Stage.

A fechar o Top 6, Miguel J. Barbosa conseguiu conter todos os ataques de Ivo Nogueira (que na derradeira secção já geriu o cronómetro), numa luta entre os dois jovens pilotos que mostraram elevada maturidade, mas também que ainda não contam com rapidez suficiente para bater ‘as velhas raposas’ do CPR com muitos mais quilómetros de experiência.

Sem oposição, no Campeonato de Portugal de Ralis 2 L / 2 RM, Ricardo Marques levou o Citroën C2 R2 Max a uma vitória fácil.
Classificação

1º Bernardo Sousa/Hugo Magalhães (Peugeot 207 S2000), 1h13m,17,8s
2º Ricardo Moura/António Costa (Mitsubishi EVO IX), a 46,8s
3º Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda Fabia S2000), a 1m10,0s
4º José Pedro Fontes/Paulo Babo (Subaru Impreza STI), a 2m27,3s
5º Miguel Campos/Luís Ramalho (Mitsubishi EVO X), a 2m31,3s
6º Miguel J. Barbosa/Alberto Silva (Mitsubishi EVO IX), 2m53,6s
7º Ivo Nogueira/Nuno R. Silva (Subaru Impreza STI), a 3m25,3s
8º Carlos Oliveira/José Janela (Subaru Impreza N14), a 5m48,8s
9º Ricardo Marques/Paulo Marques (Citroën C2 R2 Max) (1º CPR2), a 11m38,5s
10º Francisco Teixeira/José Martins (Mitsubishi Lancer Evo X), a 13m46,7s

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Fanáticos do Rally

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s